Página Inicial  »   Institucional



INSTITUCIONAL

JUSTIFICATIVA

O Instituto INASF, Organização Não Governamental sem fins lucrativos se compromete a trabalhar com os jovens e adultos em um papel de extrema importância no que se refere ao sucesso do programa de Capacitação Profissional Para Jovens e Adultos. Cabe a nós gerenciar redes sociais com todos os envolvidos e, intermediar relações e articular ações entre a empresa do setor público e privado e o adolescente e gerar condições reais para que aconteça um encaminhamento concreto e eficaz na geração das oportunidades diretas e emprego e estágio.

PONTOS BÁSICOS QUE INCREMENTAM O ASPECTO EDUCATIVO, SEGUNDO O INSTITUTO INASF.

1.  Estabelecer parcerias com empresas, órgãos públicos e outras organizações formadoras que garantam os princípios, valores e diretrizes da instituição e do Estatuto da Criança e do Adolescente. Tais valores devem estar presentes durante todo o processo de desenvolvimento dos jovens.

2.  Realizar processo de seleção em parceria com a empresa contratante para que se possa identificar perfis e garantir a qualidade do programa de Capacitação. O processo de seleção deve ainda esclarecer para os jovens as determinações da Lei e as características específicas de um Programa de Educação pelo Trabalho. Entende- se Educação pelo Trabalho o processo que prioriza a formação teórica do jovem.

3. Proporcionar oportunidades, prioritariamente, aos jovens e adultos em situação de risco social para que se garanta sua inclusão no mundo do trabalho e na sociedade.

4. Executar um programa de Educação Profissional para Jovens e Adultos que garanta um currículo voltado para a formação dos participantes e que considere as especificidades das áreas nas quais os jovens e adultos passarão dentro da empresa.

5. Sensibilizar os funcionários da empresa que estarão diretamente ligados aos jovens para que conheçam o programa e reconheçam os desafios que envolvem a adolescência.

6. Organizar a inserção dos jovens e adultos na empresa como um projeto, constituído de início, meio e fim, para que se facilite e qualifique, na relação com os participantes, o processo posterior ao desligamento do programa.

7. Estimular e criar condições para a continuidade dos estudos e a elevação da escolaridade para que os jovens e adultos ampliem as suas perspectivas e oportunidades no mundo do trabalho.

8. Garantir que prevaleça a formação teórica à formação prática, de forma que os jovens e adultos adquiram competências relacionadas ao mundo do trabalho, além das habilidades específicas. Para que se garanta um programa de qualidade, que favoreça a inclusão social dos jovens e adultos envolvidos devemos garantir que a formação teórica predomine sobre a formação prática, possibilitando o desenvolvimento psicossocial de cada aprendiz envolvido. 9.            Estimular a organização de grupos de voluntariado dentro das empresas para que os colaboradores atuem diretamente no processo de desenvolvimento dos jovens e adultos, seja no acesso a atividades culturais, no incentivo aos estudos, na orientação de atividades teóricas e práticas ou até mesmo em aspectos pessoais.

A IDÉIA É CONSTRUIR UM PROGRAMA BASEADO NA TROCA DE EXPERIÊNCIAS, CONHECIMENTOS E HABILIDADES.

Além da formação teórica e acompanhamento pedagógico, os jovens recebem apoio no encaminhamento ao trabalho através dos serviços prestados pelo Instituto INASF e seus parceiros (Empresas Privadas e Órgãos Públicos). Um processo seletivo eficaz com provas e entrevistas fazem parte e são responsáveis pelo encaminhamento dos jovens e adultos a encontrar caminhos e novas possibilidades. Convênios, prestação de serviços de todos os tipos acontecem constantemente, principalmente em épocas mais próximas aos períodos de contratação pelas empresas e através de convênios com Órgãos públicos parceiros do projeto. Esse tipo de trabalho ajuda na mudança de percepção e de postura por parte dos aprendizes. Eles mudam o jeito de vestir, de falar e até sua auto-estima melhora. Os jovens saem do programa mais amadurecidos, se sentindo importantes e valorizados.

“Não deixemos o medo e os preconceitos desvirtuarem nossas lutas, afinal, a transformação da realidade social do Brasil começa com pessoas simples que fazem atos grandiosos.”